[e-Book] Metagame: Panoramas dos Game Studies no Brasil

O livro consiste em uma seleção de artigos acerca de questões contemporâneas dos estudos de jogos eletrônicos e sobre sua inevitável interseção junto ao campo da Comunicação.

Está disponível, para download gratuito, o livro Metagame: Panoramas dos Game Studies no Brasil, organizado pelos pesquisadores Daniel Marques (UFRB/UFBA) e Thiago Falcão (UFMA), coordenador do Grupo de Pesquisa em Games – INTERCOM. O livro é dividido em três eixos de ações:

  • Capítulos de pesquisadores do campo dos game studies em seu âmbito internacional;
  • Capítulos de pesquisadoras sênior do Campo da Comunicação que possuem interface e histórico da pesquisa em jogos;
  • Capítulos que são uma coletânea dos melhores esforços apresentados no Grupo de Pesquisa em Games do Congresso da Intercom de 2016.

O trabalho visa fomentar a interface que o campo da Comunicação possui com os Game Studies, sobretudo no sentido em que a bibliografia em língua portuguesa ainda não é muito extensa e a barreira linguística dificulta bastante as discussões teóricas sobre essa área de pesquisa nos cursos de graduação em Comunicação no Brasil.

Este lançamento também marca a criação da Rede Nacional de Pesquisa em Jogo e Cultura, um empreendimento conjunto de pesquisadores oriundos de quatro Grupos de Pesquisa espalhados por várias regiões do Brasil (UFMA, UFRGS, UFBA/UFRB e UFF), e se afirma como seu primeiro esforço consolidado com a intenção de institucionalizar as discussões que vêm permeando o campo da Comunicação há vários anos.

Clique na imagem para ter acesso ao pdf
  • Metagame: Panoramas dos Game Studies no Brasil
  • Ficha Técnica:
    • Autor: Thiago Falcão e Daniel Marques (orgs.)
    • Resumo: Este volume consiste em uma seleção de artigos que versam sobre questões contemporâneas dos estudos de jogos eletrônicos – game studies – e sobre sua inevitável interseção junto ao campo da Comunicação. Nela estão presentes trabalhos apresentados na primeira edição do GP de Games do Congresso da Intercom – realizado em setembro de 2016, bem como artigos de pesquisadores nacionais e internacionais convidados. De modo geral, acreditamos que o livro apresenta um panorama geral sobre o estado do campo de estudos dos video games no Brasil e seus avanços nos últimos anos, além de auxiliar na reflexão acerca dos caminhos de pesquisa tomados por pesquisadores engajados neste campo. Dentre os onze artigos que compõem a obra, figuram questões como relativas a retórica e linguagem, filosofia, game design, estudos de narrativa, estudos de fãs, media literacy e aspectos históricos dos video games.
    • Editora: Intercom
    • Instituição: Intercom
    • Data: 2017
    • Formato: pdf

Um Pálido Ponto Azul

Várias versões do texto de Carl Sagan sobre a imagem da terra que mostra nossa insignificância perante a grandeza do universo.

Captura de Tela 2014-01-10 às 16.55.36

Minha formação religiosa é toda católica, mas sou praticante do Saganismo, termo difundido nas redes sociais para definir pessoas que, impactadas pela obra de Carl Sagan, tendem a ser mais céticas e racionalistas.

Ele se notabilizou como um dos maiores divulgadores científicos do mundo e eu fui muito impactado pela série Cosmos. Inclusive semana passada publiquei um conteúdo sobre o disco dourado da Voyager, uma das histórias mais marcantes dentre as que aprendi assistindo o programa televisivo.

E por falar na Voyager, quando ela estava a 6,4 bilhões de quilômetros da Terra, esta sonda espacial recebeu um comando para se virar e fotografar o caminho percorrido. Uma das imagens enviadas mostrava a terra como insignificante e, nas palavras de Sagan, “pálido ponto azul”.

Inspirado pelo registro, em 1994 o cientista lançou um livro chamado Pálido Ponto Azul – Uma Visão do Futuro da Humanidade no Espaço, também gravado em Audio Book, e no vídeo abaixo, uma versão legendada de We Are Here: The Pale Blue Dot, sobre texto de Carl Sagan, narrado por ele próprio:

O texto é lindo e nos ajuda a pensar sobre nossa irrelevância diante da grandeza do universo. Um blog chamado Zen Pencils, que faz quadrinhos com textos famosos em inglês, ilustrou em tirinhas o relato de Sagan e o blog brasileiro Um Sábado Qualquer traduziu. Espia:

2013-01-21-sagan2-baixa

De todas as versões, a que eu mais gosto e a com maior poder de atrair os ninjas cortadores de cebola é a editada e gravada pelo dublador Guilherme Briggs, contendo uma boa dosagem de emoção para nos trazer um olhar diferente sobre o nosso planeta. Assista:

E-book: Sociedade, Campo Social e Espaço Público

O primeiro artigo publicado em um livro a gente nunca esquece e este marca minha modesta estreia editorial. É apenas um capítulo adaptado do que apresentei no Intercom 2014, em Foz do Iguaçu-PR.

“As estratégias de comunicação da série Amazônia Pública” é resultante de trabalho da disciplina da professora Luciana Miranda, que fiz no PPGCOM/UFPA sobre a Pública – Agência de Reportagem e Jornalismo Investigativo, meu objeto de pesquisa.

O livro é organizado pela minha orientadora Edna Castro e pelo coordenador do Programa de Pós Graduação Sílvio Figueiredo e tem uma penca de outros ótimos artigos de colegas mestrandos e doutorandos, além de professores do NAEA e do PPGCOM. Vale a pena conferir. O link para baixar está no fim da postagem.

Sociedade, Campo Social e Espaço PúblicoTítulo: Sociedade, Campo Social e Espaço Público
Autor(es): Edna Maria Ramos de Castro, Silvio José de Lima Figueiredo.
Editora: NAEA
Ano: 2014
Resumo: A relação entre sociedade e natureza, na perspectiva ocidental, sempre foi a de retirar da última recursos com potencial de transformação para obtenção de bens através do trabalho. Vê a natureza como fonte inesgotável de recursos. E, pela organização da atividade econômica e do trabalho, a natureza é processada para gerar utilidades, ou bens (materiais e imateriais) importantes pelo seu uso (valor de uso) e valor no mercado (valor de troca). Ao longo do desenvolvimento capitalista, cada vez mais bens com valor de uso passam a ter também um valor de troca. O avanço da economia foi também possível devido à intensificação do desenvolvimento tecnológico considerado como instrumento para aumentar a eficiência dos processos produtivos. Repousa em um sistema de crenças – sobre o desenvolvimento, sobre a eficácia da ciência e da técnica – organizadas sob uma lógica relacionada à expansão de capitais, ao sistema de mercado e da economia globalizada. Sociedade, Campo Social e Espaço Público reúne trabalhos de pesquisa elaborados numa perspectiva interdisciplinar com contribuições teóricas e metodologias trazidas por disciplinas da grande área de humanidades, realizadas por professores e discentes do Programa de pós-graduado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido do Instituto de Altos Estudos Amazônicos, inaugurando-se com ele a Série Desenvolvimento e Sustentabilidade.

Baixar E-book Sociedade, Campo Social e Espaço Público.

Baixar no link alternativo para download.