Dica de podcasts: Rádio Central3

Conheça a produtora, saiba quais são os meus 5 programas mais ouvidos e algumas outras indicações.

A Rádio Central3 se descreve como “uma central de podcasts com programação diversa, editoria diferenciada e uma equipe de profissionais entrosada, amiga e montada sob medida para atender os três pilares que nos regem: precisão informativa, bom-humor na condução dos podcasts e senso crítico sempre apurado”.

No site deles estão disponíveis todos os programas já produzidos em mais de três anos de existência, desde atrações que já saíram da grade até os programas mais recentes publicados semanal ou quinzenalmente. São ao todo 21 programas dos mais variados tipos.

Leia também: Meus aplicativos favoritos: Pocket Casts

Sou consumidor assíduo de podcasts. É um dos tipos de mídia que mais gosto de consumir porque consegue entreter e me manter informado na hora que eu quiser e sem precisar comprometer toda minha atenção. Diferente de uma leitura ou de um vídeo, posso escutar podcast enquanto dirijo, caminho, durante as refeições, tarefas de casa ou exercícios.

Nesta postagem vou indicar os 5 programas da Rádio Central3 que ouço com mais frequência e darei dicas de outros que não consigo acompanhar tanto, mas são igualmente bons. Segue a lista:

Meu time de Botão

Leandro Iamin sempre traz um convidado e, junto dele, um time do passado que marcou história, deixou saudade e fez a festa de alguma criança em algum estrelão de um canto do mundo. Se o futebol de botão é cada vez mais nostálgico, está explicado o tom deste programa, que lembra grandes jogos, atletas, narrações e curiosidades que marcaram as equipes que moldaram o caráter de alguém.

Obs: Neste eu já tive oportunidade de participar como convidado no programa de número 73. Fui o convidado que falou da era de ouro do Paysandu, entre 2001 a 2003.

O Som das Torcidas

Este programa é único no Brasil. Você não encontra nada parecido. Conheça a história dos clubes através dos cantos de suas torcidas. Mais que isso, é partindo do que se escuta na arquibancada que Matias Pinto e Xico Malta explicam muito de cultura, geopolítica e sociologia dos locais onde estão tais equipes. O SdT é um legado sem preço para a classe dos torcedores de futebol, sempre tão rebaixados e subestimados por parcelas da sociedade, sobretudo da imprensa. A apresentação é de Leandro Iamin, e o programa, quinzenal, chega às quartas, 12h.

Xadrez Verbal

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto recebe Filipe Figueiredo, do Xadrez Verbal, que traz pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate.

Fronteiras Invisíveis do Futebol

Em mais uma parceria de Filipe Figueiredo, do Xadrez Verbal, com a Central3, novamente ao lado de Matias Pinto, os amigos historiadores entram em campo, quinzenalmente, para falar sobre futebol e política, e vice-versa.

 

Trivela

O site Trivela, especializado em futebol internacional e dono de conteúdo editorial riquíssimo, tem agora mais uma mídia em sua coleção. A parceria com a Central 3 resultou em um podcast semanal, onde a equipe do site traz toda semana a mesma categoria nas pautas e análises que você se acostumou a ler e agora vai se acostumar a ouvir. Raramente um zagueiro Central, camisa 3, acerta um chute de Trivela. Mas aqui ele acertou, e o programa é um golaço.

Outras recomendações:

Baião de Dois

A região com o maior número de estados do Brasil agora tem vez e voz na Central3. O podcast Baião de Dois mistura o futebol com outros elementos da cultura nordestina, com debates, entrevistas e informação. Tudo isso com um sotaque original, sem caricaturas ou clichês. Estaduais, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Campeonatos de todas as séries e o cenário do futebol nordestino serão tema do programa. O podcast Baião de Dois vai ao todas às terças-feiras.

Bundesliga no ar

Bundesliga no Ar é o semanário com Gerd Wenzel trazendo tudo do futebol alemão em formato de podcast. A apresentação é de Paulo Júnior, e, juntos, as prévias das rodadas, curiosidades, análises e principais notícias estão aqui, com o dinamismo e a categoria de quem mais conhece de futebol alemão neste país.

Conexão Sudaca

Os rapazes latinoamericanos sem dinheiro no banco e sem parentes importantes fecham sempre a semana da Central 3 com um programa único, cujo tempero é o conhecimento deles mesmos a respeito da América do Sul. No Conexão Sudaca, tem muito futebol, política, música e cultura geral de todos estes países imensos que estão ao nosso lado, mas nem sempre damos a devida atenção. Com Biglia de La Gente, Gabriel Brito, Guilherme Miranda, Leonardo Lepri e apresentação de Matias Pinto, o Conexão Sudaca chega toda sexta, En Vivo, às 20h30.

Dibradoras

As Dibradoras são apaixonadas por esporte. E esporte é coisa de mulher, sim, senhoras e senhores! Neste podcast, falamos das mulheres em todo o universo esportivo, de dentro de campo (de quadra, da piscina ou do tatame) até fora dele, como dirigentes, treinadoras, árbitras, jornalistas e afins. Sempre com uma convidada especial, procuramos dar voz a elas, que têm tão pouco espaço na mídia esportiva, contando suas histórias e homenageando suas conquistas. Afinal, o esporte feminino no Brasil precisa ter a atenção que merece! E aqui está um canal não só de discussão, mas também de diversão e paixão pela cultura esportiva vista com olhos delas e para todo mundo ouvir. O podcast chega com versão inédita toda semana.

Lado B do Rio

Com a missão de serem um contraponto opinativo e assumidamente parcial, Alcysio Canette, Daniel Soares, Caio Bellandi e Fagner Torres, os panelistas do Lado B do Rio, debatem política, sociedade, cultura e esporte do Rio de Janeiro e do Brasil.

Zé no Rádio

O podcast de José Trajano traz toda semana o noticiário esportivo, com espaço, claro, para a veia crítica tão conhecida do jornalista e também as notícias mais bizarras do futebol contemporâneo . O bom e velho Trajano fala aqui, como de costume, do futebol ao samba, da política do esporte às histórias das principais redações do país, sempre com convidados e ao lado do time titular da Central 3.

Conheces algum desses ou gostaria de indicar algum? Também diz o que achou, caso minha indicação tenha te levado a ouvir algum. Usa o espaço de comentários.

Encerro este post com um vídeo que faz um resumo do que é a Rádio Central3 e faz um gancho para a campanha de financiamento recorrente para ajudar a manter esta produtora no ar, em https://apoia.se/central3.

Documentário: Quem matou Eloá? (2015)

Curta-metragem de Lívia Perez discute a naturalização da violência contra a mulher e a abordagem da mídia televisiva.

Em 2008, Lindemberg Alves de 22 anos invadiu o apartamento da ex-namorada Eloá Pimentel de 15 anos, armado, mantendo-a refém por cinco dias. O crime foi amplamente transmitido pelos canais de TV.

O documentário “Quem matou Eloá?” traz uma análise crítica sobre a espetacularização da violência e a abordagem da mídia televisiva nos casos de violência contra a mulher, revelando um dos motivos pelo qual o Brasil é o quinto no ranking de países que mais matam mulheres.

Confira mais informações no site Porta Curtas.

Leia também: Quem matou Eloá?: a mídia e a violência contra a mulher

O disco dourado da Voyager

Há 40 anos a humanidade jogou sua garrafa de mensagens no oceano cósmico.

Cosmos: uma viagem pessoal, de Carl Sagan, é um marco na divulgação científica por meios audiovisuais. Os 13 episódios da série foram exibidos entre 28 de setembro e 21 de dezembro de 1980. Está disponível no Youtube a versão atualizada e remasterizada da série original e no Netflix o remake com Neil DeGrasse Tyson.

No episódio 6, Carl Sagan menciona as sondas espaciais Voyager 1 e Voyager 2, lançadas respectivamente em 20 de agosto e 05 de setembro de  1977, com o objetivo inicial de pesquisar os confins do nosso Sistema Solar.

Além de buscar conhecimento sobre o universo, o Programa Voyager tem outra missão, ainda mais intrigante, que Sagan nos mostra com mais detalhes no episódio 11: levar um disco contendo mensagens da Terra para além da Via Láctea.

Este disco de cobre folheado a ouro possui gravadas 115 imagens, saudações em 55 idiomas, sons de trovões, pássaros, músicas, etc. Nele há instruções de como executá-lo, bem como a localização da Terra em ralação à 14 pulsares.

O material mandado ao universo torna a exploração espacial ainda mais romântica e lírica, provocando grande fascínio naqueles que conhecem sua história. A curiosidade em saber qual o cartão de visitas que as Voyagers levam da Terra para nossos vizinhos intergalácticos é praticamente inevitável.

Para celebrar os 40 anos do envio das sondas espaciais, o jornal Nexo fez uma grande reportagem sobre este projeto, trazendo detalhes desta história e disponibilizando todas as gravações do disco. É uma compilação fantástica de imagens, ritmos, sons, dialetos e línguas do nosso planeta, como, por exemplo, esta saudação dos terráqueos para os alienígenas em vários idiomas:

Leia: Garrafa no oceano cósmico: os 40 anos das Voyagers e seus discos dourados | Nexo Jornal, de 29.08.2017